GOB-MS Grande Oriente do Brasil - Mato Grosso do Sul

Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.

A DEGUSTAÇÃO DO CAFÉ DA MANHÃ DO GRÃO MESTRADO COM OS VENERÁVEIS

quinta, 15 de março de 2018 às 23h01

A DEGUSTAÇÃO DO CAFÉ DA MANHÃ DO GRÃO MESTRADO COM OS VENERÁVEIS

(03-3-2018)

Como é do conhecimento dos irmãos, o GOB-MS, vem realizando o evento: ”Café da Manhã do Grão Mestrado com os Veneráveis”, uma iniciativa integrante do calendário de 2018, já em andamento.

E, no “Café da Manhã do GM com os Veneráveis”, realizado no dia 03-03-2018, após as explanações acerca do planejamento do GOB-MS, sobre eventos para o ano de 2018, também, foi dado a conhecer aos presentes a realização do Workshop Ritualístico, com enfoque no rito Escocês, Antigo e Aceito, aqui em Campo Grande-MS, uma ação que visou o aperfeiçoamento (padronização) e que tem previsão de ocorrer em outras localidades do Estado (vide o site do GOB-MS). No workshop houve a participação da Secretaria da Guarda do Selo, esclarecendo vários pontos do interesse das Lojas.

Além, dos eventos já previstos no calendário de 2018 (vide site do GOB-MS), que foram mencionados no encontro, cabe ressaltar uma solicitação que visa não ter conflitos de datas, e diz a respeito às instalações e posses das administrações das lojas, que deverão ocorrer somente no mês de junho. O que significa dizer que, em seguida as eleições (no mês de maio), os administradores deverão assumir seus cargos no mês seguinte, ou seja, em junho. Provavelmente haverá necessidade de realizações de sessões conjuntas, para o mesmo fim.

O porquê do supramencionado, tem por finalidade evitar “cobranças” do GOB, em virtude das instalações e posses que ocorreram no mês de julho/2017, tendo o GOB-MS de prestar esclarecimentos e ou justificativas.

Falou-se sobre os quarenta anos do GOB-MS, e da intenção de ser a data comemorada, a acontecer no próximo ano, para isso, o GOB-MS irá constituir uma comissão especifica para organizar a festividade, com certa antecedência.

Por ser oportuno, esclarecimentos foram prestados referentes à reforma do complexo (sede) do GOB-MS, que segue paulatinamente. Um dado importante, dito na ocasião: “As obras do templinho estão praticamente finalizadas”.

Foi falado da intenção do GOB-MS, promover a criação de um coral com o intuito de agregar a família gobiana, bem como incentivar a cultura/leitura via concurso, por exemplo, de poesias e crônicas, futuramente.

E, que o GOB-MS, enviará um questionário as lojas, bem conciso, do tipo:

1- O que deve ser feito?

2- Como deve ser feito?

3- Qual a sua importância?

Com o objetivo de saber quais são as prioridades na ótica das lojas, merecedoras de atenção especial.

Na palavra livre concedida aos Veneráveis, que permitiu manifestações e oportunizou de pronto saber de forma informal seus anseios, reivindicações, reclamos, dificuldades e sugestões, tudo pela vontade de ter um GOB-MS, solidário, com responsabilidades e comprometimento pelo progresso da maçonaria sul mato grossense.

Ouvidos os Veneráveis, ficou claro que a COMUNICAÇÃO, foi o tema mais abordado pelos dirigentes. É certo que falar com Brasília é dificílimo, tem que ter muita paciência. Todavia, com o GOB-MS tem sido mais fácil. Infelizmente tem assuntos que só são tratados entre as lojas e o GOB, com utilização da informática. O que leva por vezes as lojas utilizarem de outros meios, para cumprimento de ações.

Ainda no tocante a comunicação, cada vez mais a informática se faz presente e, o irmão secretário é o elo entre a loja e os GOB (poder central e regional), seu cargo exige muita atenção, muito zelo. Diríamos que todo cuidado, ainda é pouco (força de expressão). Não menos é o cargo de tesoureiro. Na verdade, com o Venerável Mestre formam um triunvirato de suma importância numa loja.

As sindicâncias e iniciações foram objeto de citações, no sentido de que estão sendo mal conduzidas.  É sabido que nas lojas, tudo acontece e, tem inicio, meio e fim. As lojas é que trazem para o seu interior homens para se tornarem maçons, e iniciados, recebem as instruções compatíveis com o grau.  Agora, a responsabilidade de quem indica é enorme, a pessoa indicada deve ter um perfil desejado pela maçonaria, por exemplo, integro, de conduta ilibada, possuir condição social e financeira que permite assumir compromissos pecuniários. Porque na maçonaria é o contrário do que muitos pensam.

A sindicância em si requer dedicação, relatar o mais fiel possível o que constatou, olho no olho, na residência (família), no emprego. O sindicante é o ser que vai decidir se o indicado tem condições de ingressar na maçonaria. Os critérios devem ser observados.

A iniciação é fundamental, entendemos que sempre deve ter ensaio para dirimir possíveis duvidas, com observância no ritual, e pronto. A iniciação pode ser considerada a sessão das sessões para o maçom, jamais sairá da sua mente.

As visitações são importantíssimas, mas sempre é de bom alvitre contatar com antecedência, a loja a ser visitada, porque temos que levar em conta o momento e, que sessão está marcada para determinado dia e hora. Tem lojas que passam por dificuldades financeiras, cumprindo suas obrigações as duras custas. Outras tem se utilizado de alternativas, como: Ações entre amigos, almoços e jantares dançantes, para obtenção de fundos  Ai depende da criatividade.

Cada loja dever ter seu planejamento, nada de algo mirabolante e, sim, agir com os pés no chão, o segredo está no SIMPLES.

A MAÇONARIA É PERENE, QUEM A FAZ SER DINAMICA, SOMOS NÓS.

Nelson Vieira**Secretário Estadual de Educação e Cultura do GOB-MS.

Fonte: GOB-MS

Notícias relacionadas