GOB-MS Grande Oriente do Brasil - Mato Grosso do Sul

Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.

A PÁSCOA

sexta, 30 de março de 2018 às 19h05

A PÁSCOA

Tem para o cristão um significado muito importante, quando relacionada à chegada de Jesus a Jerusalém, a ceia com os apóstolos, a crucificação e a ocorrência da ressurreição. O restabelecimento da vida na dimensão do sagrado deixou todos estarrecidos, pois que culminou o tempo de Jesus na terra, e deu-se sua passagem para um plano mais elevado, junto ao Pai.

A páscoa está entre as maiores comemorações no mundo cristão. A palavra páscoa, segundo estudiosos, tem origem do hebraico “Pesah”. No judaísmo a páscoa é comemorada em virtude da libertação dos hebreus, que estavam dominados pelos egípcios. Assim, depois de libertados tomaram rumo à terra prometida, sob o comando de Moisés.

A comemoração tem respaldo na Bíblia, no livro de Êxodos, cap. 12, vers. 14: “Conservareis a memória daquele dia, celebrando-o com uma festa em honra ao Senhor: Fareis isto de geração em geração, pois é uma instituição perpétua”.

A páscoa cristã ao longo do tempo foi adquirindo iniciativas pagãs, ligadas à fertilidade, a busca de dados futurísticos, a partir de interpretações perante a natureza. A páscoa também está relacionada ao início de uma nova vida ou nascimento para a vida, sem mácula. Foram acrescidos a ela vários símbolos, dos quais os mais conhecidos são: ovos (começo de uma vida), coelho ou lebre (fertilidade) e peixe (alimento), que de forma concreta passaram a ser presenteadas as pessoas (povos), com votos de boa passagem para uma vida feliz.

Em benefício da Humanidade, Jesus veio a terra, aqui conviveu com os homens e foi sacrificado. Os homens teriam assimilado o por quê da vinda e morte do filho de Deus? Fica para reflexão.

Fraternalmente.

Nelson Vieira**Secretário Estadual de Educação e Cultura do GOB-MS, membro da Academia Maçônica de Letras de Mato Grosso do Sul, correspondente da Academia de Artes, Ciências e Letras Castro Alves – POA-RS, correspondente da Academia Rio Grandense de Letras – RS, da ARLS – Aurora II, n.º 2017 e membro da Associação Internacional de Poetas.

Fonte: GOB-MS

Notícias relacionadas