GOB-MS Grande Oriente do Brasil - Mato Grosso do Sul

Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.

A LEI É IGUAL PARA TODOS?

segunda, 09 de outubro de 2017 às 21h26

A LEI É IGUAL PARA TODOS?

Não, não é. Mas o quê diz o artigo da Constituição Federal (cidadã), ou melhor, sem mais delongas consta no artigo 5, caput: “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade,...”.

Epa! Há algo de errado. Tudo indica que sim. Puxa vida! A lei é para ser respeitada, sem sombra de dúvidas. Tem que ser cumprida doa a quem doer.

Mas, então o quê vem acontecendo? Nada mais que seguidos vilipêndios, menoscabos, já considerados por muitos como ações rotineiras, em descrédito ao direito, ao legal.

Daí a pergunta de que adiantam normas? Sem querer entrar no mérito, poder-se-ia dizer que é para regular, para disciplinar o convívio entre seres humanos, com o intuito de fazer prevalecer à diferença entre o certo e o errado, entre o bem e o mal.

Mas por que  uns são privilegiados, contemplados com regalias e outros não, se todos estão sob um mesmo manto? É que uns “podem” mais.

Para os menos afortunados a lei existe com rigidez. São os simples cidadãos desprovidos de “recursos”. Na verdade, alguns são mais iguais que os outros.

Não é por acaso que ouvimos constantemente; que a cadeia é para os segmentos denominados popularmente de três “ps”, aí não computado o “p” da palavra político. Essa manifestação de cunho popular que gostaríamos extinta, ainda tem prevalência em nossos dias, muito embora estejamos em pleno século XXI.

É o homem pelo homem e contra o homem, na difícil tarefa de querer emplacar a igualdade, uma utopia. A desigualdade é histórica, está na essência, na natureza intima do ser humano (dotado de imperfeição), das coisas e da existência.

Nelson Vieira - Secretário de Educação e Cultura do GOB-MS, membro da Academia Maçônica de Letras de Mato Grosso do Sul, da Academia de Artes, Ciências e Letras Castro Alves – RS, da Academia de Letras do Brasil, seccional de Mato Grosso do Sul –ALB-MS, correspondente da Academia Rio Grandense de Letras –RS e da Associação Internacional de Poetas.

Fonte: GOB-MS

Notícias relacionadas

  • MÃE!

    domingo, 29 de abril de 2018 às 15h00 Editoriais

    MÃE, NOSSA DE CADA DIA Mãe! Uma palavra pequenina, que exprime uma força descomunal, pertinente às mulheres, possuidoras da dádiva de procriar seres semelhantes. No entanto, há aquelas...

  • A PÁSCOA

    sexta, 30 de março de 2018 às 19h05 Editoriais

    A PÁSCOA Tem para o cristão um significado muito importante, quando relacionada à chegada de Jesus a Jerusalém, a ceia com os apóstolos, a crucificação e a ocorrência da ressurreição. O...

  • A ESPERANÇA

    sexta, 30 de março de 2018 às 19h03 Editoriais

    A ESPERANÇA Todos, indistintamente têm nesta palavra concentrado seus sonhos e desejos de verem a realização dos mesmos, num espaço de tempo. Temos assim, a renovação dos votos para...